Anuncie aqui!
imagem ou texto

Lobisomen na argentina?

sábado, 24 de abril de 2010

Luku119G
http://4.bp.blogspot.com/_n5mpBf7WeHw/SiweXLHxifI/AAAAAAAAAbA/gIwnHUUv-HI/s400/praia+em+santorini.jpg

Essa é para aqueles que não acreditam na existência dos lycans, vamos lá. Ano passado (2007), mais ou menos em novembro (Um ano atrás), estava na casa de minha irmã visitando – era um domingo – tinha sido convidado a almoçar lá e nessa ocasião meu cunhado havia chegado de viagem do sul do país e papo vai, papo vem, ele sabendo meu gosto pelo paranormal, animais lendários tal, trouxe na bagagem um jornal argentino, destacando o aparecimento de um “suposto lobisomem” na província de Entre-Riós, mais precisamente na cidade de Rosario del Tala, achei interessante li o jornal (todo em espanhol), mas queria saber mais sobre o assunto, procurei por ele na internet. E eis o que encontrei e traduzi na integra:

MATÉRIA DE 06 DE OUTUBRO DE 2007 - A Policia de Entre Ríos confirmou hoje o inicio de uma investigação sobre uma suposta existência de um “lobisomem” na localidade Rosario del Tala, após pessoas próximas de essa região denunciarem haver visto “uma espécie de animal que caminha em duas patas e tem a altura de um cavalo”.

O chefe do departamento de polícia local, Bernardo Sibulofsky, assegurou que as investigações em torno do caso tiveram origem em denúncias de habitantes da região, que “alertaram a guarda sobre a existência de uma espécie de animal peludo de quatro patas, e que caminha em duas”. Segundo relatos, a estranha criatura teria “uma altura similar a de um cavalo” e só seria vista à noite.

Sibulofsky disse que a investigação é baseada nos depoimentos das pessoas que dizem ter visto este “suposto lobisomem”. Embora inicialmente as denúncias pareciam dispares, “a quantidade de pessoas que começou a afirmar que havia avistado a criatura cresceu enormemente”, de modo que a polícia foi forçada a investigar os indícios deste caso.

Neste contexto, o chefe do departamento de Tala ordenou “o aprofundamento da prevenção e segurança” em toda a região. E ainda, confirmou que os efetivos do lugar (policiais de Rosario del Tala) “devem agir e se comportar de maneira adequada”, ante este fenômeno que tem intrigado e aterrorizado a grande parte da população do interior entrerriano.

“Até agora, não aconteceu nenhuma situação violenta ou extrema nas aparições deste animal”, explicou o chefe de polícia em declarações publicadas no site El Once Digital. Comentou que “as pessoas estão um pouco alteradas”, e destacou que “os comentários estão crescendo, porque algumas pessoas indicam que o viram como um animal (4 patas) ou como uma pessoa (2 patas)”.

“A polícia esta dando importância a todos os comentários, e por isso é que está investigando esta situação, para confirmar ou descartar os indícios, que estão na boca do povo”, disse Sibulofsky. No entanto, em caso de dúvida, a polícia recomendou às pessoas da região que “em caso de encontrar se com uma aparição desta, devem confirmá-la, e não disparar por nenhuma circunstancia, a não ser que sejam atacadas”.

Logo após isso, não se soube mais nada de Rosario Del Tala, mas, quase três meses depois como se não bastasse, apareceu outro bicho novamente em La Candelaria:

MATÉRIA DE 26 DE DEZEMBRO DE 2007: Vários moradores da região missioneira de La Candelaria asseguraram ter visto um “lobisomem” e se organizaram para tentar capturá-lo. Esta noite haverá lua cheia e, para os moradores da região, Papai Noel não será o único visitante ilustre. La Candelaria está localizada na região sudoeste da província, lugar onde também se situa um bairro de 36 moradias, habitado por onze mil pessoas, algumas das quais afirmam ter visto um homem estranho com movimentos sem nexo entrando em uma mata, e que mudava de tamanho logo que saia.

De acordo com a informação publicada pelo jornal local, os moradores da região organizaram rondas para tentar localizar este animal estranho, após seu avistamento na terça passada, mas não obtiveram êxito. Os primeiros a avistar o “homem cabeludo e barbudo, com maneira e gestos pouco comuns” foram alguns jovens que se encontram na rua, e assustados chamaram os donos das casas próximas.

O grupo influenciado pela lenda popular – interpretaram como um possível lobisomem, mas o estranho ser ao ser perseguido se distanciava cada vez mais, até que finalmente adentrou a mata, de onde surgiu pouco depois bem maior e finalmente desapareceu. “Nós, chegamos mais próximo, muito assustados tentamos ver quem era, escapou novamente mata adentro”, disse um jovem do grupo chamado Oscar Espinoza. Que, afirmou que o ser estranho, cujo rosto não puderam ver com clareza, “cheirava mal” e provocou uma estranha reação nos cachorros que os acompanham, que, segundo ele, “ficaram abobados”.

O ser estranho, de acordo com informações publicadas, também foi visto por moradores do bairro Anselmo, próximo ao local do avistamento anterior. A lenda do lobisomem, originada em histórias européias sobre os “homens lobos”, se referem à metamorfose que sofriam os sétimos filhos homens, de uma linhagem sem mulheres, as terças e sextas-feiras com a mudança da lua. Segundo a tradição, o mal se inicia na adolescência com a transformação em um ser que mistura características de cachorro com porco, se alimentando de excremento e crianças não batizadas. A ampla divulgação popular da lenda e a marginalização de crianças nascidas nessas circunstâncias deu origem - para revogá-la - a tradição do apadrinhamento pelo presidente da nação ao sétimo filho, legalizada no mandato de Juan Domingo Perón em 1973.

Interessante não? Na época pensei em publicá-la no sobrenatural, mas foi esquecida. Outro dia lendo algumas matérias lembrei, e não quis deixar passar.

image

Lobizón (em espanhol)

image

Também chamado de Yaguá Hú

Fonte:http://filmesdelobisomem.blogspot.com/2010/03/lobisomen-na-argentina.html


0 comentários:

Postar um comentário

Olá!
tirem suas duvidas sobre qualquer coisa a respeito do blog.